Içara: parceiros do Programa Novos Caminhos produzem roupas para aquecer crianças em acolhimento

Foram produzidas 80 peças do tamanho infantil 1 até o tamanho 10, como camisetas, calças, bermudas, casacos, coletes, pijamas, roupas para bebês e nécessaires

Em mais uma ação solidária, sustentável e de aprendizado, alunas do curso de costura industrial da Escola Móvel do Senai, em Içara, aprenderam a costurar do zero e produziram peças de roupa infantil que serão encaminhadas para lares de acolhimento institucional da região Sul. Foram produzidas 80 peças do tamanho infantil 1 até o tamanho 10, como camisetas, calças, bermudas, casacos, coletes, pijamas, roupas para bebês e nécessaires. Esta é a segunda ação de parceiros do Novos Caminhos, que une diversos programas e entidades para beneficiar crianças e adolescentes em acolhimento. A primeira produziu nécessaires para a campanha ‘Dignidade Menstrual’, organizada pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) em maio de 2023.

A professora de costura Maria Celene Petry explica que a ideia da produção de roupas para doação surgiu com a interlocutora de Responsabilidade Social da FIESC nas regionais Sul e Litoral Sul, Cintia Nowasco da Silva, após uma conversa sobre a utilização de retalhos para doação e também a possível produção de roupas no próximo curso de costura, que veio a acontecer em Içara em parceria com o município. “Apresentei o projeto para as alunas do curso, elas se interessaram, abraçaram a ideia, e estou muito orgulhosa do trabalho delas. Muitas não sabiam nem colocar linha na agulha, não conheciam uma máquina de costura, mas através do projeto elas abraçaram tanto essa causa que se superaram. O que as ajudou muito foi a motivação de saberem da entrega para as crianças. Fiquei bem orgulhosa e bem feliz com esse projeto”. Aluna do curso, Santa Donizete afirma que participar foi além do aprendizado, pela colaboração no projeto de doação das peças fabricadas em sala de aula.

A interlocutora da FIESC Cintia Nowasco da Silva explica que a área de responsabilidade social da entidade sempre busca fazer conexões, tanto com a indústria quanto com a comunidade que precisa e com os alunos. “Se podemos transformar algo que iria para um aterro como destino final em uma roupa que vai aquecer uma criança, em um penal que vai estimular os estudos ou uma nécessaire para contribuir em campanhas já existentes, vamos trabalhar para que isso aconteça. E foi o que aconteceu nesta ação, em que as alunas abraçaram e puderam produzir 80 peças que vão aquecer as crianças das casas de acolhimento”. Os itens serão entregues em breve.

 

Colaboração: Núcleo de Comunicação Institucional Comarca de Criciúma

Últimas notícias

Campanha busca fortalecer setor de exportação

A campanha tem dois eixo A ApexBrasil lançou uma campanha...

Inspeção por câmera com IA auxilia exportação

“Os dispositivos da Hikrobot fazem uma inspeção minuciosa" Os avanços...

Farol de Santa Marta terá tour guiado com acesso ao topo de 17 a 23 de junho

Dos dias 17 a 23 de junho, das 9h...

Prazo para alistamento acaba em 15 dias

empo de permanência na Marinha, Exército ou Aeronáutica é...

Drogas são apreendidas em barreira policial no Farol de Santa Marta

A ação foi realizada durante barreira policial montada na...

Notícias Relacionadas