Tratado que ‘dividiu’ mundo em dois e passou por Laguna era assinado 530 anos atrás

Entendimento de 1494 valeu por 256 anos, até 1750, quando foi assinado o acordo de Madri em que ambas as Coroas estabeleceram novos limites de fronteiras para a divisão territorial nas colônias sul-americanas. Muito tempo antes, por volta de 1676, já havia sido demarcada a terra da futura Vila de Santo Antônio do Anjos de Laguna, o ponto extremo mais ao Sul da linha original do tratado original. A povoação iniciada com afinco na década seguinte, ajudou a fortalecer o expansionismo lusitano

Há 530 anos, o mundo era dividido por uma linha, na intenção de que fossem evitados conflitos sobre a posse de novas terras ‘descobertas’ pelos reinos de Portugal e de Espanha. Foi a 7 de junho de 1494, que na cidade espanhola de Tordesilhas, o documento foi assinado pelos reis João 2º e Fernando 2º. Com a notícia das terras brasileiras, a partir de 1500, a importância do tratado foi elevada. Laguna tem uma parte nisso.

“As tensões entre os dois países que eram grandes potências e dominavam a economia aumentaram”, lembra Adílcio Cadorin, autor de Tordesilhas, muito mais que um tratado, lançado em 2001, sobre os motivos que levaram à assinatura do acordo entre os reinos.

Antes, havia sido definida a bula Inter Coetera, pelo Papa Alexandre 5º, que, favorável à Espanha, delimitou uma linha imaginária a 100 léguas a oeste do Arquipélago do Cabo Verde, na África. Deste modo, o que ficasse a Oeste do meridiano seria espanhol e à Leste, português. O reino de Portugal não se agradou e ensaiou um teatro militar, mas antes que o conflito evoluísse de fato, começaram negociações, longe dos olhares do papa, para a formalização de um novo tratado, que ficou sendo o de Tordesilhas.

O entendimento de 1494 valeu por 256 anos, até 1750, quando foi assinado o acordo de Madri em que ambas as Coroas estabeleceram novos limites de fronteiras para a divisão territorial nas colônias sul-americanas. Muito tempo antes, por volta de 1676, já havia sido demarcada a terra da futura Vila de Santo Antônio do Anjos de Laguna, o ponto extremo mais ao Sul da linha original do tratado original. A povoação iniciada com afinco na década seguinte, ajudou a fortalecer o expansionismo lusitano.

“Essa partilha repercutiu em outros continentes, mas foi aqui no Sul da América do Sul que teve maior repercussão. A linha imaginária nunca foi delimitada”, aponta Cadorin. Para os portugueses, terminava na região argentina de Baía Blanca, bem mais para Oeste. O outro lado dizia que terminava nas proximidades de San Vicente e toda essa área seria espanhola.

Somente em 1534 delimitaram a linha que ficou conhecida, justamente essa que termina em Laguna no Sul e começa em Belém, no Pará, no Norte brasileiro. Portugal, por sua vez, vendo que não havia movimentação da Espanha em ocupar os pontos mais ao Sul que lhe pertenciam pela divisão, buscou meios de avançar pelo mapa. “Assim surgiu Laguna, para que servisse como apoio logístico para a Coroa portuguesa”, justifica o escritor.

Liderados por Brito Peixoto, as famílias fundadoras de Laguna partiram para desbravar as terras adiante, com participação na formação de territórios que hoje fazem parte do Rio Grande do Sul, incluindo Porto Alegre e a atualmente uruguaia Colônia de Sacramento. No ano passado, o município lagunense e a cidade espanhola se tornaram irmãs em acordo firmado pelos governos locais. “É evidente que Laguna ainda não percebeu o potencial turístico que possui por ter sido a sede da política expansionista da Coroa portuguesa”, lamenta Cadorin.

Fonte: Agora Laguna

Últimas notícias

Campanha busca fortalecer setor de exportação

A campanha tem dois eixo A ApexBrasil lançou uma campanha...

Inspeção por câmera com IA auxilia exportação

“Os dispositivos da Hikrobot fazem uma inspeção minuciosa" Os avanços...

Farol de Santa Marta terá tour guiado com acesso ao topo de 17 a 23 de junho

Dos dias 17 a 23 de junho, das 9h...

Prazo para alistamento acaba em 15 dias

empo de permanência na Marinha, Exército ou Aeronáutica é...

Drogas são apreendidas em barreira policial no Farol de Santa Marta

A ação foi realizada durante barreira policial montada na...

Notícias Relacionadas