Sede de bem-estar: cuidado com a hidratação deve ser redobrado no verão

Você sabe qual a necessidade diária de consumo de água para um organismo saudável? A professora Marina Koffke ensina o cálculo e destaca os benefícios de manter o corpo hidratado

Para o organismo funcionar adequadamente o consumo de água é essencial em qualquer estação do ano. Mas durante o verão o cuidado precisa ser redobrado. “Chás, cafés, sucos naturais, podem contribuir na hidratação ao longo do dia, da mesma forma que alguns alimentos, como frutas, verduras, legumes – especialmente se consumidos de forma natural – vão ajudar na hidratação. No entanto, não há substituição para a água”, destaca a professora de Nutrição da UniSociesc, Marina Koffke.

E se você está sentindo sede ao longo do dia é porque seu corpo já está dando sinais de desidratação. O cálculo sugerido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a quantidade adequada de consumo de água para adultos saudáveis é de 35 mls de água para cada quilo de peso. Uma pessoa de 60 quilos, por exemplo, teria o consumo indicado de 2,1 litros de água por dia (35×60) ou ainda, uma pessoa de 80 quilos, teria o consumo indicado de 2,8 litros de água por dia (35×80). “Por isso, de forma geral, se fala para as pessoas consumirem pelo menos 2 litros de água por dia”, explica Marina.

Este cálculo é uma média do quanto a pessoa perde de água por dia e precisa repor para manter o organismo saudável. Mas nos dias em que as pessoas estão expostas ao sol e ao calor intenso (como na praia, por exemplo) ou praticando uma atividade física de grande esforço, ou pulando Carnaval, esta quantidade de água por quilo de peso será ainda maior. No geral, as pessoas têm muita dificuldade de atingir a hidratação ideal. É importante lembrar que algumas pessoas têm condições de saúde específicas em que a indicação de consumo é menor.

No caso de doenças como a dengue, por exemplo, o organismo vai se beneficiar – e muito – de uma hidratação acima da média. Em casos de viroses e intoxicações alimentares – bastante comuns na temporada de praia – também há benefícios com uma hidratação mais intensa. A professora observa que bebidas industrializadas (como chás e sucos) devem ser evitadas por causa da grande quantidade de açúcar, mas lembra que uma opção interessante quando o objetivo é hidratação é o uso de águas saborizadas feitas em casa.

“A água saborizada é uma excelente opção para quem tem mais dificuldade no consumo ou sente menos sede, como os idosos, por exemplo. Cortar uma fruta de preferência (laranja, limão, abacaxi, morango, por exemplo) – apenas para dar um gostinho diferente -, colocar umas folhas de hortelã ou alecrim numa jarra ou numa garrafa e ir completando com água ao longo do dia. É uma forma interessante de variar o sabor e consumir a quantidade de água que o organismo precisa”, sugere.

Benefícios da água para o corpo

Com o corpo hidratado as atividades celulares e o transporte e absorção de nutrientes são facilitados, a digestão ocorre de maneira tranquila e o funcionamento dos rins é melhor. Hidratado, o corpo faz naturalmente a regulação da temperatura e da pressão arterial e até mesmo ajuda a controlar a frequência cardíaca. E tem ainda aqueles benefícios que você consegue enxergar, como a melhora da pele e dos cabelos, por exemplo.

A hidratação adequada, aliada a uma alimentação saudável, prática de atividade física e um sono reparador, serão grandes aliados da saúde geral do organismo. “Cansaço, fadiga, dor de cabeça podem ser alguns sintomas de desidratação, por exemplo. E vale ressaltar que estes sintomas podem ocorrer no dia a dia, em qualquer estação do ano. Ao primeiro sinal desses sintomas vale lembrar se você está realmente cuidando da hidratação. Às vezes aquela dorzinha de cabeça é apenas falta de água”, alerta a professora.

Ela faz questão de observar que estes sintomas podem sim, ser indícios de algo mais grave, mas muitas vezes esta questão do consumo de água passa despercebida. “Mantenham a hidratação, aliada a uma alimentação saudável e muitos problemas de saúde serão evitados. O consumo adequado pode contribuir ainda na prevenção de infecções urinárias, candidíase, intoxicações, pedra no rim, apenas para citar algumas”, aponta.

Dica de especialista

A professora Marina finaliza, dando uma dica de ouro: “Ande sempre com uma garrafa de água por perto. Serve para adultos, para crianças, para idosos. Lembrando que idosos têm menos sensação de sede, então precisam de maior incentivo para o consumo. Assim, você vai consumindo ao longo do dia sem nem perceber.” A nutricionista explica ainda que é muito difícil que a pessoa consiga exagerar no consumo de forma natural no dia a dia, pois precisaria ser um consumo realmente muito elevado.

 

Relacionamento com a imprensa UniSociesc – www.unisociesc.com.br

Mem Comunicação – www.memcomunicacao.com.br

Genara Rigotti – (47) 9 9102-5223 – redacao03memcomunicacao@gmail.com

Marlise Groth Mem – (41) 9 9908-0511 – marliseassessoria@gmail.com

João Alécio Mem – (41) 9 9124-9748 – joaoalecioassessoria@gmail.com

Graziela Lindner – (47) 9 9176-0080 – grazielalindner@gmail.com

Jornalismo/ Assessoria de Imprensa / Consultoria em Comunicação e Eventos

@mem_e_mem_agencia_de_noticias

Últimas notícias

Galeria de Arte da Prefeitura de Içara recebe a exposição ‘Meu Olhar’, de Geraldo Góes

São 51 quadros com fotografias registradas pelo empresário, em...

Prefeitura de Criciúma repassa mais de R$ 1,4 milhão para entidades

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, assinou nesta quinta-feira...

Hercílio Luz encara o Barra neste sábado

Com a vitória do último domingo sobre o Concórdia,...

Consultório Larissa Vilain Odontologia agora faz parte do Clube Carvoeiro

O consultório Larissa Vilain Odontologia agora faz parte do...

Serra do Rio do Rastro terá trânsito bloqueado neste fim de semana

Neste domingo (3) a Serra do Rio do Rastro...

Notícias Relacionadas