Primeiro caso de dengue contraído em Tubarão

Tubarão registrou ontem o primeiro caso de transmissão autóctone de dengue na cidade. Ou seja, quando a pessoa contraiu a doença na própria cidade sem que tenha se deslocado para outras regiões.

A informação foi divulgada pelas equipes do Núcleo de Combate às Endemias do Centro de Operações de Emergências Municipais em Saúde (Coems) e da Vigilância Epidemiológica, após atualização referente aos focos do mosquito Aedes aegypti.

Os outros dados apresentaram, ainda, um ligeiro aumento em relação às últimas semanas. Assim, a cidade tem agora três focos do mosquito encontrados este ano: um em Oficinas, outro no Centro e o mais recente no bairro Vila Esperança. Em termos de notificações, registrou-se um aumento significativo, de 62 para 102.

Em relação a casos confirmados, houve o acréscimo de dois, o já citado de transmissão autóctone e mais um de transmissão alóctone (fora do município), totalizando cinco como um todo. Temos ainda 58 casos descartados, e outros 39 sob investigação no momento.

Mais do que nunca, e ressaltando os números bastante elevados já registrados este ano em todo o Estado e no país, a participação da comunidade no combate ao mosquito, que transmite, além da dengue, a febre chikungunya e o zika vírus, se faz mais do que necessária, em trabalho conjunto às autoridades de saúde do município. Por isso, evite manter em sua casa, apartamento ou terreno recipientes que possam armazenar água a céu aberto, como latas, baldes, garrafas, vasos de plantas, potes, pneus, caixas d’água destampadas, dentre outros.

Mantenha sempre limpos também terrenos em geral, como pátios e quintais, por exemplo. Limpe, ainda, as calhas, e com frequência, de modo a evitar que galhos e folhas impeçam a água de escoar, de modo a acumulá-la.

Use repelentes como proteção adicional, ao longo de todo o dia, pois este é o período em que o mosquito está mais ativo. Este tipo de produto proporciona mais segurança em relação à picada do inseto.

Denúncias

Você pode ainda ajudar no combate ao mosquito por meio de denúncias sobre a existência de possíveis focos, através da Ouvidoria municipal, pelo telefone (48) 3621-9051, pelo WhatsApp (48) 98419-7361 ou pelo e-mail ouvidoria@tubarao.sc.gov.br. Caso prefira, dirija-se pessoalmente ao Facilita Tubarão, localizado na rua Teresa Cristina, 236, em Oficinas, de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h, e faça sua denúncia presencialmente.

Fonte: DS

Últimas notícias

Comarca de Orleans abre cadastro de entidades para destinação de penas pecuniárias

Em 2023, seis entidades receberam mais de R$ 83...

Brasil: menino de 13 anos que morreu após agressões na escola disse que tinha medo de morrer

Carlos Teixeira, de 13 anos, morreu na última terça-feira...

Homem é preso e 3 toneladas de carne são apreendidas em abatedouro clandestino em Braço do Norte

Operação da Polícia Civil e Cidasc ocorreu na tarde...

Sebo é alvo de roubo no Centro de Tubarão

O assaltante conseguiu levar consigo duas CPUs antes de...

Notícias Relacionadas