Carnaval: dicas de como se alimentar e ficar bem nas 4 noites de folia

Se você vai pular o Carnaval, essas dicas vão te ajudar a se alimentar e beber para aguentar as quatro noites de festa.

Evitar alimentos gordurosos e beber água já é meio caminho andado para curtir sem dor de cabeça!

A nutricionista do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH), Dayana Alencar, lembra que é muito importante ficar atento à hidratação. Jejum prolongado, neste período, também deve ser evitado.

“Recomendo fazer as três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) bem reforçados e sempre andar com lanchinhos durante a folia”, disse.

Atenção aos alimentos

Comer e beber bem são os segredos para passar o Carnaval bem disposto e evitar quadros de desidratação.

Tá tudo bem beber a cervejinha, afinal é Carnaval, mas não se esqueça da água, ok?

Principalmente em locais onde o calor será maior, estar em dia com a hidratação é fundamental para evitar perder a folia.

Na hora de comer na rua também, fique atento à higiene das barraquinhas onde vai comprar o alimento.

Se o local aparentar estar sujo, ou o manuseio dos alimentos não estiver sendo feito dentro dos padrões da saúde, evitar consumir no local e procure outra.

O que beber e comer?

Bora então para as dicas do que beber e comer?

  • Priorize frutas: sim, frutas dão sustância, tem muita água e só fazem bem para a saúde. Além disso, esses alimentos podem ser consumidos de maneira fresca ou seca.
  • Faça refeições leves: nada de refeições, pesadas ok? Se vai curtir os bloquinhos, dê preferência para pratos que não vão te deixar empanzinado. Alimentos como peixe, saladas e carnes magras são boas opções. Opções como arroz e macarrão com molhos leves também fornecem energia para aguentar a folia.
  • Isotônicos e água de coco: isotônicos também são uma boa pedida para você repor os líquidos perdidos durante a família. Além disso, abuse da água de coco, que ajuda a hidratar e dar energia para curtir os bloquinhos.

Álcool liberado, mas com moderação

Se você não dispensa o álcool, lembre que é preciso beber com moderação, mesmo no Carnaval.

Para Lisiane Cysne, psiquiatra e coordenadora do módulo de dependência química da residência em Psiquiatria do Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM), não existe um nível seguro para o consumo.

“O mecanismo de eliminação do álcool é influenciado por vários fatores, como o percentual alcoólico da bebida, a presença de um fígado saudável, de um rim saudável, de gordura no corpo, se há alimento no estômago, cirurgia bariátrica, entre outros”, destacou.

Segundo a psiquiatra, a melhor forma de consumir o álcool sem ter grandes prejuízos, é se conhecer bastante e avaliar sua saúde mental.

“O álcool não deve ser utilizado para evitar o contato com algum sofrimento e nem para diminuir inibições”, explicou.

Outra dica que a médica dá é beber mais devagar, principalmente os destilados.

“Se você consumir as destiladas na mesma velocidade da cerveja, por exemplo, pode se embebedar mais rápido”, concluiu.

Com informações de Secretaria da Saúde do Ceará.

Espalhe notícia boa!

Últimas notícias

Violência contra a mulher: denúncias ao Ligue 180 crescem 25% em 2023

A Central de Atendimento à Mulher, o Ligue 180,...

Vereadores de Orleans se reuniram nesta segunda dia 26 para tratar de vários assuntos

Os vereadores de Orleans se reuniram nesta segunda-feira dia...

Gaeco deflagra Operação Publicanos em combate à sonegação fiscal e lavagem de dinheiro

Na manhã de segunda-feira, 26/2, o Grupo de Atuação...

Polícia Militar desarticula laboratório de drogas sintéticas em Florianópolis

Na noite de domingo, 25, a Polícia Militar de...

Notícias Relacionadas