STU National a Paris-2024: Olimpíada toma conta de coletiva com skatistas

Em contagem cada vez mais regressiva rumo aos Jogos Olímpicos de Paris, o assunto acabou dominando a coletiva de imprensa com alguns dos principais nomes do skate brasileiro

Na apresentação da segunda etapa do STU National 2024, em Criciúma (SC). Dois deles, inclusive, Dora Varella e Pedro Quintas, da modalidade Park, representaram o Brasil em Tóquio e seguem confiantes nessa nova corrida olímpica. Gabi Mazetto e Ivan Monteiro, do Street, estão vivos na luta para realizar esse sonho. Vini Sardi, referência do Paraskate, esporte que ainda busca seu lugar nas Paralimpíadas, completou a mesa.

Ao lado do quinteto, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, o vice-prefeito Ricardo Fabris, o presidente da Fundação Municipal de Esportes, Martinho Mrotskoski Neto, e o secretário-geral da Prefeitura e coordenador do Programa Acelera Criciúma, Arleu da Silveira. Após as boas-vindas aos atletas, o prefeito se mostrou animado pela cidade receber o circuito brasileiro de skate pelo quarto ano consecutivo e orgulhoso pelas pistas do Parque da Prefeitura, projeto consolidado em 2020, serem sempre muito elogiadas por seus praticantes. Energia não falta para a realização de mais uma etapa que promete. Acompanhe:

“Alegria de estar aqui mais uma vez, pelo quarto ano seguido, para falar de uma etapa tão importante do circuito brasileiro de skate, em pistas do mais alto nível, que têm colocado a cidade como referência nesse esporte, dito pelos próprios skatistas. Todos saem sempre muito felizes daqui. É uma modalidade olímpica, que sempre nos coloca em evidência no cenário nacional. Falo aqui em nome dos 240 mil criciumenses que são apaixonados por essa cidade. Tenho certeza de que a competição será mais uma vez um sucesso”, destacou Clésio Salvaro , prefeito de Criciúma.

Dora Varella – skatista Park

“É meu quarto ano em Criciúma, realmente tive a felicidade de vencer duas das três etapas realizadas aqui. Gosto muito de andar nessa pista, que é muito divertida. Sempre vejo a galera inovando e criando linhas novas a cada ano. É uma pista que proporciona isso. Também gosto de inovar, de criar coisas diferentes. E não são muitas pistas que possibilitam isso. Ela é uma das pistas de Park mais bem-feitas, uma das primeiras construídas no Brasil, de uma qualidade incrível.

Estou bem ansiosa para esse evento. E esse novo formato de disputa possibilita que, na final, a gente tenha oportunidade de dar mais voltas e melhorar nossas notas, de colocar mais manobras técnicas. E com um intervalo, para que a gente possa se planejar e até descansar. O nível da final ficou muito mais alto por conta disso. Quanto à corrida olímpica, quero chegar e representar novamente o Brasil. Fui bem em alguns eventos até aqui, o que me fez estar bem no ranking. Não fui bem em Dubai, mas estou com uma boa pontuação. Agora, vamos para os dois últimos eventos, em Xangai e Budapeste, que são os mais importantes, com uma pontuação maior, para chegar na Olimpíada mais confiante, com meu skate no pé, com mais manobras, para poder representar o Brasil em Paris melhor do que foi em Tóquio”.

Pedro Quintas – skatista Park

“Já sou figura carimbada aqui de Criciúma, sempre venho, justamente pela minha namorada ser daqui. Gosto muito da pista. Consigo manter aqui meu nível técnico para competições mundiais. Sem falar que aqui temos uma boa comunidade que, realmente, usa a pista e faz uso desse parque de uma forma bem produtiva. Há projetos sociais com crianças que sempre movimentam a cena do skate aqui, o que é muito legal. Criciúma é uma cidade em ascensão no esporte e temos que dar valor. Quanto à corrida olímpica, acabei chegando à final da última etapa, em Dubai.

E fechou o ranking. De 200 em média que competiam até aqui, agora serão 44 que passam para a próxima fase (Xangai). Ou seja: o Brasil, por exemplo, tinha mais de dez skatistas por modalidade, em cada gênero, mas só seis puderam avançar. Vai ser bem difícil. No primeiro corte, de 44 cai para 16. Agora é focar nos pódios dos dois próximos eventos para conseguir uma pontuação boa, subir no ranking e buscar representar o país em uma nova Olimpíada”.

Ivan Monteiro – skatista Street

“Estou muito feliz de estar de volta a Criciúma. Estive aqui na edição passada, mas não consegui dominar essa pista, que até ajuda muito meu estilo de skate, com obstáculos pequenos, um skate mais técnico. Venho de um título na primeira etapa, em Florianópolis, e chego focado para buscar outra vitória e subir ainda mais no ranking nacional. Quanto ao novo formato, foi até difícil no começo, por questão da Bomb Trick e da porcentagem dela na nota. O skatista realmente precisa acertar aquela última manobra para conseguir passar para a fase seguinte. Não importa se você tem uma linha muito boa. Se não acertar a Bomb Trick, você não consegue avançar. Estou acostumado a participar de eventos, por exemplo, que têm três voltas de um minuto, e aqui são voltas de 45 segundos mais essa última manobra. Demorei a me ajustar nesse formato, mas gostei muito”.

Gabi Mazetto – skatista Street

“É meu terceiro ano aqui em Criciúma e estou feliz por voltar às pistas. Retornei em Dubai e, agora, volto animada ao nosso circuito, em fazer o meu melhor. Espero mostrar muito skate, acertar minhas manobras, e que a população goste do show que os atletas vão dar. A pista do Street aqui é extensa, dá para fazer tudo o que a gente quer. Basta ter confiança e acreditar. E, como sempre falo, quero andar de skate e me divertir, estar feliz. Já sobre a corrida olímpica, quero muito essa vaga para Paris. Estou lutando muito por ela desde a primeira Olimpíada. Como todo mundo sabe, fiquei grávida, tive minha filha e parei um tempo com o skate. Com essa lesão e a cirurgia que fiz recentemente, voltei a andar, fui para Dubai, mas não rolou como eu queria. Mas, nessa segunda e última janela que teremos, quero me manter, no mínimo, entre as 22 melhores do mundo e estar lá em Paris representando meu país e realizando um sonho. Vou batalhar muito para que isso aconteça”.

Vini Sardi – paraskatista

“É minha segunda vez em Criciúma. No ano passado fui campeão no Park e, agora, teremos o Paraskate Street. No nosso circuito, intercalamos as duas modalidades para atender a todos praskatistas. Abrimos a temporada com o Park em Florianópolis e assim vai. Estou muito feliz de estar aqui de novo, as duas pistas são do mais alto nível, a adaptação acaba sendo bem fácil, e tenho certeza de que vai ser um show de skate e paraskate, que servirá de motivação para todos que estarão aqui. A maioria do pessoal do Paraskate é overall, que anda nas duas modalidades”.

A etapa tem entrada gratuita e os ingressos estão disponíveis para retirada no site da Sympla. É preciso chegar cedo nos dias de competição, porque as arquibancadas estão sujeitas à lotação, e cada entrada só será validada com a doação de 1kg de alimento não perecível. Na sexta (22/03), o dia será dedicado às eliminatórias e repescagem do masculino. No sábado (23/03) haverá as semifinais de ambos os sexos, com as finais realizadas no domingo (24/03).

A etapa de Criciúma do STU National 2024 é apresentada pelo Banco BV e tem como patrocinador master a Petrobras, além de patrocínios do Governo Federal, da Monster Energy, da Prefeitura de Criciúma, da Fundação Municipal de Esportes e da Tiger. É homologada pela CBSk e tem como parceiro especial a Kenner, além dos parceiros oficiais Mini Kalzone e Nações Shopping. O apoio é da Drop Dead e da ABPSK.

PROGRAMAÇÃO:

Hoje Domingo (24/03)

10h – Abertura para o público

10h às 11h – Treino livre Park feminino

11h às 12h – Treino livre Park masculino

11h às 11h45 – Final Street masculino (ao vivo Verão Espetacular, TV Globo)

14h às 15h – Final Park feminino (ao vivo SporTV e TikTok STU)

15h às 16h – Final Paraskate Street (ao vivo TikTok STU)

16h às 16h55 – Final Street feminino (ao vivo SporTV e TikTok STU)

16h55 às 17h55 – Final Park masculino (ao vivo SporTV e TikTok STU)

18h às 18h40 – PREMIAÇÃO

 

Fonte: OCP NES

Últimas notícias

Comitiva de Imbituba está na maior feria de turismo da América Latina

Imbituba está representada por um grupo dirigido pela Secretaria...

Mutirão da campanha Castração é a Solução realiza 267 procedimentos no final de semana em Criciúma

Iniciativa tem como objetivo reduzir a quantidade de animais...

PM resgata cães e gatos em situação de maus-tratos em Treviso

Na manhã de segunda-feira, 15, a Polícia Militar de...

Juventus recebe R$ 1,5 milhão de emenda parlamentar para investir na base

O Juventus ganhou mais uma ajuda para o fortalecimento...

CBF afasta três árbitros após a 1ª rodada do Brasileirão

As polêmicas logo na primeira rodada do Campeonato Brasileiro...

Notícias Relacionadas