Programa Internacional de Segurança chega à Carbonífera Metropolitana

Os mais de 800 colaboradores da empresa passarão pelos cinco módulos do treinamento que iniciou nesta semana e encerra no mês de maio

Tendo como um dos pilares principais a segurança, a Carbonífera Metropolitana, situada em Treviso, deu o start em mais um treinamento especial para a equipe. O primeiro módulo do SafeStart – programa internacional de conscientização e desenvolvimento de habilidades – está sendo repassado para os mais de 800 colaboradores da empresa. Os encontros ocorrerão durante esta semana, com o objetivo de reduzir os riscos e acidentes de trabalho, seja no ambiente profissional, em casa ou no trânsito.

De acordo com o engenheiro de segurança, Fernando Gerondina Leonardo, a metodologia do SafeStart baseia-se em quatro estados críticos: pressa, frustração, cansaço e complacência (excesso de confiança). Estes estados podem resultar em quatro erros fatais, incluindo os olhos longe da tarefa, mente longe da tarefa, estar ou entrar na linha de fogo, ou perder o equilíbrio, a tração ou a firmeza. “O programa está presente em 60 países, foi traduzido para 32 idiomas e mais de 3 milhões de pessoas já foram treinadas. Ele prevê mudanças de hábitos nos participantes; que eles olhem para as suas rotinas e identifiquem problemas antes que realmente aconteçam”, explica.

A iniciativa, trazida pelo Sindicato da Indústria Extrativa de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siesesc), foi apresentada oficialmente em julho de 2023. Desde então, quatro carboníferas da região a implementaram, seguindo seus cronogramas individuais. Na Metropolitana, os treinamentos iniciaram com a formação de 22 multiplicadores que, a partir de agora, possuem a missão de repassar o conhecimento adquirido. Todos os colaboradores passarão pelos cinco módulos, e a previsão é de que o programa encerre no mês de maio.

O mecânico Eduardo Rosa, residente em Treviso, atua há 13 anos na empresa e reforça a importância deste tipo de iniciativa. “Desde que entrei na Metropolitana, já participei e assisti a vários cursos e palestras. Acho muito importante; cada pequena coisa que aprendemos, faz uma grande diferença no nosso dia a dia”, pontua.

Para Fernando, trabalhar em segurança não é apenas um requisito, mas uma responsabilidade compartilhada por todos. “O SafeStart proporciona as ferramentas necessárias para que os colaboradores estejam cientes dos riscos e ajam de maneira preventiva, contribuindo para um ambiente mais seguro e saudável”, complementa.

Fonte da informação:

Alfa Comunicação e Conteúdo

Últimas notícias

Galeria de Arte da Prefeitura de Içara recebe a exposição ‘Meu Olhar’, de Geraldo Góes

São 51 quadros com fotografias registradas pelo empresário, em...

Prefeitura de Criciúma repassa mais de R$ 1,4 milhão para entidades

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, assinou nesta quinta-feira...

Hercílio Luz encara o Barra neste sábado

Com a vitória do último domingo sobre o Concórdia,...

Consultório Larissa Vilain Odontologia agora faz parte do Clube Carvoeiro

O consultório Larissa Vilain Odontologia agora faz parte do...

Serra do Rio do Rastro terá trânsito bloqueado neste fim de semana

Neste domingo (3) a Serra do Rio do Rastro...

Notícias Relacionadas