Produtores devem estar atentos a contratos de crédito e seguro agrícola

É essencial que os produtores rurais estejam bem informados

Diante da grave situação causada pelas enchentes e alagamentos no Rio Grande do Sul, que resultaram na declaração de calamidade pública ou situação de emergência em mais de quatrocentos municípios, é essencial que os produtores rurais estejam bem informados sobre os contratos de crédito rural e seguro agrícola. Frederico Buss, advogado da HBS Advogados, alerta para a necessidade de atenção às recentes mudanças e procedimentos legais. As informações são da assessoria de imprensa.

Para produtores em municípios sem esses decretos, Buss menciona que, ao comprovar a incapacidade de pagamento, é possível requerer o alongamento das parcelas dos contratos de crédito rural conforme o Manual de Crédito Rural. O advogado destaca a importância de providenciar um laudo técnico para comprovar e quantificar as perdas causadas por condições climáticas adversas, permitindo a prorrogação da dívida conforme a capacidade de pagamento do produtor.

“É recomendável que o produtor formalize o requerimento à instituição financeira antes do vencimento da parcela,” orienta Buss. Ele enfatiza que as prorrogações devem manter os encargos financeiros originais, sem aumento de juros ou multas, e que não podem ser realizadas através de outras linhas de crédito com encargos mais elevados.

Em relação ao seguro agrícola, Buss aconselha que o produtor deve obter um laudo técnico e comunicar formalmente o sinistro à seguradora conforme estipulado na apólice. Ele observa que a colheita não deve ser iniciada ou continuada antes da vistoria da seguradora, salvo em casos de urgência comprovada, onde um laudo agronômico deve ser providenciado para registrar as perdas.

Por fim, Buss destaca que a seguradora tem a obrigação de informar por escrito as razões de qualquer negativa de indenização, permitindo ao segurado contestar formalmente. Ele alerta que negativas relacionadas a calamidades, cataclismos naturais ou inundações, assim como outras razões, necessitam de uma avaliação técnica e jurídica adequada para assegurar os direitos do produtor segurado.

AGROLINK – Aline Merladete

Últimas notícias

Família de lutadores de taekwondo salva mulher que sofria agressão sexual

Uma família que luta taekwondo ouviu os gritos e...

Tubarão Futsal recebe o Jaraguá pela Liga Nacional

O Jaraguá tem 21 pontos e ocupa a terceira...

Reunião com professores acaba sem proposta de reajuste

Estado sinalizou à categoria que tem intenção de fazer...

Homem é abordado pela PM em atitude suspeita no centro de Balneário Rincão

A Policia Militar atendeu uma ocorrência de averiguação de...

Faleceu aos 75 anos o Sr. Lauro de Lima

Faleceu ontem dia (20) ás 22:15 no hospital com...

Notícias Relacionadas