Polícia acha depósito com produtos furtados de casas e comércios no RS

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul localizou um depósito que servia de armazenamento para os produtos furtados das residências e comércios em meio às chuvas que atingem o estado.

Depósito fica localizado na zona norte de Porto Alegre. Em postagem nas redes sociais, a Polícia Civil informou que o local foi encontrado pelos agentes durante um patrulhamento náutico.

De acordo com a corporação, vários objetos furtados foram recuperados. Entretanto, não foi informado qual o destino dos itens e como será possível fazer a devolução para os verdadeiros donos.

Saques se intensificam no estado – Desde o início dos fortes temporais que atingem o Rio Grande do Sul, criminosos têm aproveitado a saída de moradores das residências para realizar saques. Estabelecimentos comerciais também têm sido violados em diversas cidades -na capital Porto Alegre, uma loja de itens do Grêmio foi invadida e saqueada.

Em Canoas, um dos municípios mais atingidos, ladrões roubam até barcos e jet skis. Os criminosos fingem necessitar de ajuda para resgate, mas quando o socorro se aproxima, na maioria das vezes de voluntários, eles roubam os veículos.

Saques impedem saída de moradores. Devido ao medo de terem seus bens pessoais furtados, muito moradores hesitam em deixar seus imóveis e irem para abrigos das prefeituras.

Policial disse não ter como combater os saques. Ao UOL, um agente que atua na linha de frente dos resgates disse que os criminosos têm agido de forma “generalizada”, o que dificulta a ação da polícia, que está concentrada em salvar vidas.

CHUVAS NO RS JÁ AFETARAM QUASE 2 MILHÕES – Número de afetados pelos temporais no Rio Grande do Sul é de 1.951.402. Ao menos 339.928 pessoas ficaram desalojadas e 71.409 estão em abrigos. A última atualização foi divulgada no início da noite desta sexta-feira (10) pela Defesa Civil.

Dos 497 municípios gaúchos, 441 sofreram alguma consequência dos temporais. As cidades atingidas no estado representam mais de 88% do total.

A Defesa Civil também informou que é de 126 o número de óbitos confirmados. Veja aqui quem foram as vítimas identificadas até o momento. Já são 141 desaparecidos e 756 feridos, segundo o boletim da Defesa Civil Estadual.

70.863 pessoas foram resgatadas. Já o número de animais salvos chegou a 9.984. O órgão ainda divulgou que o efetivo que trabalha na tragédia é de 27.218 pessoas, com 3.466 viaturas, 41 aeronaves e 340 embarcações.

Tiago Minervino / Folhapress

TNH1

Últimas notícias

Prefeitura de São Joaquim adota medidas preventivas para garantir transporte de Saúde em meio a chuvas intensas

Devido às chuvas constantes que têm assolado a região,...

Semana do MEI acontece em Criciúma

Palestra de abertura será na segunda-feira (20), às 19h,...

Ferido, gato maracajá recebe atendimento após ser encontrado em galinheiro de Jaguaruna

Um gato-maracajá ferido recebeu atendimento na última sexta-feira, dia...

Lotérica Orleans informa: Mega acumula e sorteia R$ 37 milhões para amanhã terça-feira

Lotérica Orleans informa que nenhuma aposta acertou as seis...

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de azeites

A Polícia Civil fechou uma fábrica clandestina de produção...

Notícias Relacionadas