Pesquisa mostra como reduzir o ronco: dieta à base de plantas

Se você quer reduzir o ronco na hora de dormir, melhorando o período de descanso e diminuindo o risco de doenças, uma dieta à base de plantas pode ajudar

Segundo pesquisadores da Universidade Flinders, na Austrália, quem consome uma dieta saudável rica em vegetais, frutas, grãos integrais e nozes, têm 19% menos probabilidade de sofrer apneia obstrutiva do sono (SAOS).

Os dados são de um estudo publicado na revista científica ERJ Open Research. Pessoas com SAOS roncam alto e podem acordar várias vezes ao longo da noite. O estudo incluiu dados de 14.1210 pessoas que fizeram parte da Pesquisa Nacional de Exame de Saúde e Nutrição dos EUA.

Grande estudo

A pesquisa se debruçou em entender os fatores de risco para a apneia obstrutiva do sono.

Com o novo estudo, foi possível investigar a relação entre dietas baseadas em vegetais e o risco do SAOS.

Os participantes foram solicitados a explicar tudo o que comeram nas últimas 24 horas.

Todas as informações eram categorizadas e separadas entre uma dieta saudável, baseada em vegetais, uma dieta rica em alimentos de origem animal e por fim, uma dieta pouco saudável, com bebidas açucaradas, doces, sobremesas etc.

Além disso, os participantes informaram se eles tinham probabilidade de sofrer com SAOS.

“Com este estudo, queríamos colmatar essa lacuna [como padrões alimentares globais afetam o risco de SAOS] e explorar a associação entre diferentes tipos de dietas à base de plantas e o risco de apneia obstrutiva do sono”, disse Yohannes Melaku, autor do estudo.

Diminuindo o ronco

Os resultados impressionaram os cientistas.

Aqueles que tinham uma alimentação saudável, tinham 19% menos probabilidade de sofrer com o ronco durante o sono.

Já os participantes com uma dieta rica em alimentos não saudáveis, correm um risco 22% maior de desenvolver a apneia.

“Esses resultados destacam a importância da qualidade da nossa dieta no gerenciamento do risco de SAOS”, explicou Yohannes.

Relação com outras doenças

Para Yohannes, a pesquisa não mostra apenas que a dieta é importante, mas aponta que uma alimentação saudável, baseada em vegetais, traz vários benefícios.

“Elementos dietéticos prejudiciais podem influenciar a massa gorda, a inflamação e até o tônus muscular, todos eles relevantes para o risco da apneia”.

Com informações de News Medical Life Sciences.

Espalhe notícia boa!

Últimas notícias

Síndrome da fadiga crônica atinge mais mulheres e quem teve Covid ou dengue

No Brasil, o Ministério da Saúde não tem dados...

Equipe de Tubarão brilha no Brasileiro de Karatê

Neste final de semana, a cidade de Joinville foi...

Jaraguá Futsal amassa o Corinthians e sai na frente na 1ª fase da Copa do Brasil

Na teoria, equilíbrio. Na prática, domínio total aurinegro. Em...

O Tigre realizou um treino técnico e tático na tarde desta segunda-feira

O Criciúma terá pouco tempo de preparação até entrar...

Suicídio: o preocupante aumento da taxa entre crianças e jovens e a importância de falar sobre o tema

No período de 2011 a 2022, observou-se um crescimento...

Notícias Relacionadas