Novo tratamento salva inglês com câncer no cérebro; Teria 9 meses de vida

Um inglês desafiou todas as possibilidades médicas depois que foi submetido a um novo tratamento contra câncer no cérebro

Depois de alguns meses, ele havia sido curado!

Ben Trotman, de 41 anos, é de West Sussex e depois do diagnóstico de glioblastoma, a equipe médica deu ao homem 9 meses de vida. Mas desistir não era uma opção e ele se inscreveu no primeiro estudo terapêutico do mundo.

Com a prática de imunoterapia, e um novo medicamento que não teve o nome divulgado, o homem apresentou uma ótima melhora e ganhou o título de ser o primeiro do mundo curado. Antes em estado terminal, agora ele ganhou uma nova vida!

Câncer agressivo

O diagnóstico de glioblastoma veio em 2022.

Agressivo, a chance de recuperação desse tipo de câncer é raríssima.

O protocolo comum inclui uma cirurgia para retirar o máximo do tumor, seguido de radiação diária e quimioterapia.

Mas com Ben foi diferente.

Novo tratamento

Para tentar combater as altas taxas de mortalidade do glioblastoma, os pesquisadores do University College Hospital, em Londres, fizeram algo novo.

“O tratamento padrão para o glioblastoma é cirurgia, radioterapia e quimioterapia. A doença volta, você tem cuidados paliativos e então morre”, disse Paul Mulholland, médico do hospital.

Ben passou por um tratamento de imunoterapia antes de ser submetido ao tratamento comum a pacientes com o câncer.

O foco da imunoterapia é melhorar a resposta imunológica do doente, para que o corpo do paciente ataque diretamente as células cancerígenas.

O primeiro do mundo

E com algumas semanas, os exames trouxeram uma notícia boa: Ben estava praticamente livre do câncer!

O tumor retraiu e o paciente quase não teve efeitos colaterais com o novo medicamento.

Segundo os médicos, as dores de cabeça que ele sentiu durante o tratamento indicam que o sistema imunológico “acordou” e estava atacando o câncer.

Cura no horizonte

Os médicos ainda não sabem como Ben vai reagir no futuro, mas o horizonte é promissor.

Segundo Paul, com os resultados do inglês, a cura para o glioblastoma fica mais próxima.

“Obviamente não sabemos o que o futuro reserva, mas ter feito o tratamento de imunoterapia e obter esses resultados encorajadores do exame deu a Emily [a esposa] e a mim um pouco de esperança”, disse Ben.

Ben estava em estado terminal, mas com o novo tratamento ele se recuperou. Foto: Divulgação.

Ben estava em estado terminal, mas com o novo tratamento ele se recuperou. Foto: Divulgação.

Com informações de GBNews.

Espalhe notícia boa!

Últimas notícias

Comitiva de Imbituba está na maior feria de turismo da América Latina

Imbituba está representada por um grupo dirigido pela Secretaria...

Mutirão da campanha Castração é a Solução realiza 267 procedimentos no final de semana em Criciúma

Iniciativa tem como objetivo reduzir a quantidade de animais...

PM resgata cães e gatos em situação de maus-tratos em Treviso

Na manhã de segunda-feira, 15, a Polícia Militar de...

Juventus recebe R$ 1,5 milhão de emenda parlamentar para investir na base

O Juventus ganhou mais uma ajuda para o fortalecimento...

CBF afasta três árbitros após a 1ª rodada do Brasileirão

As polêmicas logo na primeira rodada do Campeonato Brasileiro...

Notícias Relacionadas