Homem acusado de matar duas pessoas a tiros é preso em Imbituba

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios (DH) do Departamento de Investigação Criminal (DIC/DPGF) da Capital, realizou nesta sexta-feira (17), com apoio de um agente da Delegacia de Polícia de Imbituba, o cumprimento de mandado de busca e apreensão e mandado de prisão temporária de um homem, de 37 anos, acusado de dois homicídios. No momento da detenção o suspeito estava com um revólver calibre .38 municiado. A polícia não informou o bairro onde o criminoso estava escondido.

O acusado, em 23 de outubro, teria entrado na Servidão João Gonçalves, na comunidade conhecida como Panaía, no bairro Carianos, em Florianópolis, invadido uma casa e matado a tiros duas pessoas (um homem de 31 e uma mulher de 22 anos), por volta de 20h. Na fuga, disparou contra uma terceira pessoa na rua, um homem de 33 anos, que sobreviveu.

As execuções foram apontadas na época pela Polícia Militar e pela Delegacia de Homicídios da Capital como um ato de vingança do irmão pela morte de Bruno Alves de Lima, que estava desaparecido e, no dia seguinte aos assassinatos em Florianópolis, seu corpo foi encontrado no Rio Imaruí, em trecho de Palhoça.

De acordo com o DIC da capital, o irmão de Bruno fugiu para Imbituba e lá tentou se esconder desde as execuções. Ele já era envolvido com a criminalidade (passagens policiais por furto, ameaça, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas), mas até então não tinha registro de homicídio.

Últimas notícias

NBB: Pinheiros derrota o São José e emplaca segunda vitória seguida

Próximo adversário será o Vasco da Gama na próxima...

PMSC inaugura três novas unidades no Sul do Estado

Nos dia 7 e 8, a Polícia Militar de...

Cidades turísticas tem aumento de trânsito no Natal, revela Waze

O período entre o Natal e o Ano Novo...

Notícias Relacionadas