Fábrica de etanol recebe financiamento de R$ 729,7 milhões

O projeto se destaca por sua abordagem inovadora, prevendo a utilização de matérias-primas até então pouco exploradas no país, como trigo e triticale

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou um financiamento de R$ 729,7 milhões para a Be8, visando a construção de uma fábrica de etanol e farelo a partir do processamento de cereais. A Be8, que está sediada no Rio Grande do Sul, será responsável pela implementação da fábrica em Passo Fundo. A nova usina terá capacidade para produzir anualmente 209 milhões de litros de etanol, contribuindo significativamente para suprir 20% da demanda do estado, que atualmente precisa importar o produto de outras regiões.

O projeto se destaca por sua abordagem inovadora, prevendo a utilização de matérias-primas até então pouco exploradas no país, como trigo e triticale. Além disso, a iniciativa está alinhada com as diretrizes da Nova Política Industrial brasileira, visando a redução da emissão de poluentes e o estímulo à bioeconomia.

“O Brasil tem um papel fundamental na transição energética, e o BNDES está comprometido em apoiar projetos que promovam a inovação e a sustentabilidade na indústria”, destacou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

Erasmo Carlos Battistella, presidente da Be8, enfatizou a importância do financiamento para impulsionar iniciativas ousadas e inovadoras. “Este investimento representa não apenas um avanço tecnológico, mas também uma oportunidade de renda para os agricultores locais”, ressaltou.

Além de contribuir para a produção de biocombustível, o projeto também promete gerar empregos diretos e indiretos. Estima-se que, durante a fase de operação, serão criados cerca de 220 empregos diretos, além de 700 empregos na etapa de implantação do projeto. A empresa dará preferência à contratação de mão de obra local e investirá em capacitação especializada.

Outro aspecto relevante do projeto é o compromisso com a sustentabilidade ambiental. A fábrica contará com autoprodução de energia elétrica a partir de biomassa, e os resíduos serão reaproveitados, eliminando o lançamento de efluentes líquidos.

Em parceria com instituições de pesquisa, como a Embrapa-Trigo e a Biotrigo Genética, a Be8 está investindo em melhoramento genético de cereais para otimizar a produção de etanol.

AGROLINK – Aline Merladete

Últimas notícias

Comitiva de Imbituba está na maior feria de turismo da América Latina

Imbituba está representada por um grupo dirigido pela Secretaria...

Mutirão da campanha Castração é a Solução realiza 267 procedimentos no final de semana em Criciúma

Iniciativa tem como objetivo reduzir a quantidade de animais...

PM resgata cães e gatos em situação de maus-tratos em Treviso

Na manhã de segunda-feira, 15, a Polícia Militar de...

Juventus recebe R$ 1,5 milhão de emenda parlamentar para investir na base

O Juventus ganhou mais uma ajuda para o fortalecimento...

CBF afasta três árbitros após a 1ª rodada do Brasileirão

As polêmicas logo na primeira rodada do Campeonato Brasileiro...

Notícias Relacionadas