Dia dos Povos Indígenas: 6 filmes infantis sobre a importância da data

Objetivo é combater o preconceito e exigir que os direitos dos povos originários sejam cumpridos, além de refletir sobre inclusão

O Dia Nacional dos Povos Indígenas, comemorado em 19 de abril, foi criado como uma forma de homenagear a diversidade cultural e histórica dos povos originários do território brasileiro. O objetivo é combater o preconceito e exigir que os seus direitos sejam cumpridos, além de refletir sobre a inclusão. Para reforçar ainda mais esse compromisso, é importante permitir que as crianças tenham contato, desde cedo, com a riqueza dos povos originários. Uma das formas de se fazer isso é por meio dos filmes.

A data foi criada em 1943 após a realização do Congresso Indigenista Interamericano e por meio do incentivo de Marechal Rondon, um importante apoiador das populações indígenas brasileiras. “As terras indígenas, especialmente as reservas demarcadas, representam as áreas mais bem preservadas do território brasileiro. Além da preservação cultural, o benefício ao meio ambiente é notável”, ressalta o professor de História do Colégio Marista Londrina, Sergio Cavalheiro.

Hoje, os povos indígenas brasileiros representam cerca de 0,83% da população brasileira, de acordo com dados do último Censo do IBGE (2022). No total, são 1.693.535 de indígenas no país, sendo 622,1 mil (36,73%) em terras indígenas oficialmente reconhecidas pelo governo federal e 1,1 milhão (63,27%) fora delas. São 305 grupos étnicos falantes de 274 diferentes línguas.

Confira 6 filmes que ajudam a conscientizar sobre a importância dos povos indígenas:

Kalapalo

O filme é uma animação feita por crianças da etnia Kalapalo. A obra conta um pouco sobre esse povo e também aborda a festa do Kuarup, celebrada na região do Xingu.

Ainbo: A Guerreira da Amazônia 

Para o público infantil, a animação, dirigida e roteirizada por Richard Claus, narra a história de Ainbo, uma menina que nasceu e foi criada na aldeia de Candámo, na Floresta Amazônica. O filme mostra como a ganância afeta o cotidiano dos povos indígenas.

Tainá – a Origem

Abrigada entre as raízes de uma Grande Árvore, a bebê Tainá é salva pelo velho e solitário pajé Tigê, que passa a cuidar dela. Cinco anos depois, a menina encara os malfeitores da floresta e desvenda o mistério de sua própria origem.

Tudo verdim, uma constelação de memórias inventadas

Narrado pelas crianças do Território Indígena Pankararé no Sertão da Bahia, a obra é uma coleção de memórias inventadas, narrado entre pausas, cantos sagrados, palavras e desenhos.

Caminho dos gigantes

Em uma floresta de árvores gigantes, Oquirá, uma menina de 6 anos, vai desafiar seu destino e aprender sobre o ciclo da vida. O filme mostra a importância e a força da natureza e a conexão com a terra e os seus elementos.

A Festa dos Encantados 

O filme narra a saga de um índio Guajajara que, procurando pelo irmão perdido, encontrou um mundo subterrâneo habitado por seres encantados e ali permaneceu até aprender todos os rituais e cânticos de várias celebrações.

 

Assessoria de imprensa do Marista Brasil

Últimas notícias

Procedimento inovador é realizado no serviço de hemodinâmica do HSJosé

Inteligência artificial foi utilizada para auxiliar na realização de...

Faleceu hoje aos 85 anos a Sra. Aleida Zomer

Faleceu hoje dia (26) ás 8:40 no hospital de...

Governo do Estado lança Estação Inverno 2024 para impulsionar o turismo planejado nos dias de frio

Apostando mais uma vez no potencial turístico de Santa...

Criciúma presenteia transportadoras pela colaboração na Campanha “Juntos pelo Rio Grande do Sul”

O clube presenteou na tarde da quinta-feira (23), cada...

Prazo para solicitar reembolso de ingresso para Criciúma x Palmeiras é na terça-feira (29)

A solicitação do reembolso é através do site: www.minhaentrada.com.br/digitalizar-ingresso O...

Notícias Relacionadas