Consolidando previsões: o inabalável crescimento do agronegócio brasileiro em foco e um olhar para 2024

Num cenário nacional em constante mudança e sob a iminência de um novo governo, as previsões tornam-se complexas e estão repletas de nuances. Quando lancei minhas previsões para o agronegócio brasileiro, estava ciente de que as variáveis eram múltiplas e as certezas, escassas. A expectativa era, contudo, de que o Brasil mantivesse seu vigor no agronegócio, uma potência incontestável no cenário global.

Na ocasião, refleti sobre a robustez do setor agropecuário, apesar de um crescimento modesto, pontuando sua independência em relação às inclinações políticas governamentais e sua capacidade de se sustentar e prosperar mediante a inovação e a demanda global crescente.

E, ao cotejar minhas análises com os dados recentemente divulgados pelo IPEA, vejo que, de muitas formas, as premissas se consolidaram. O agronegócio registrou um crescimento formidável, com um incremento do valor adicionado em 15,5%, superando as expectativas iniciais de 13,2%.

-As razões por trás do sucesso

-O que impulsionou esse impressionante desempenho?

-Produção agrícola excepcional

Os principais protagonistas foram a soja e o milho. No segundo trimestre de 2023, a produção de soja na região Sul cresceu surpreendentes 61,4%, enquanto o milho teve um crescimento estimado de 16%. Esses números refletem não apenas uma colheita abundante, mas também uma capacidade notável de aumento de produtividade.

Revisões positivas em diversas culturas

Não se trata apenas de soja e milho. Outras culturas importantes, como cana-de-açúcar e algodão, também apresentaram revisões positivas em suas estimativas de crescimento. A cana-de-açúcar teve uma previsão de alta revisada de 6,6% para 8,6%, enquanto o algodão surpreendeu com um salto de 2,9% para 10,0%.

Setor pecuário em ascensão

As produções de bovinos e frangos também superaram as expectativas, com crescimentos de 10,8% e 7,2%, respectivamente, no segundo trimestre de 2023. Com esses resultados robustos, as projeções anuais foram revisadas para 7,0% e 6,3%, respectivamente.

A capacidade do setor de se adaptar a condições desafiadoras, adotar tecnologias avançadas e implementar práticas sustentáveis tem sido fundamental. Os produtores brasileiros demonstraram uma resiliência notável diante de adversidades, adotando práticas agrícolas modernas que aumentaram a produtividade.

2024: perspectivas de estabilidade e desafios

Enquanto estes crescimentos são celebrados, há um sinal claro de estabilidade projetada para 2024,com uma leve expansão de 0,4% no VA do setor agropecuário. Uma estabilidade que, por um lado, denota uma certa resiliência e solidez do setor, mas, por outro, reflete a necessidade imperiosa de inovação, diversificação e desenvolvimento sustentável.

O cenário para 2024, apesar da antecipação de estabilidade, ressalta a impermanência do crescimento vertiginoso. Com a soja projetada para crescer 5,1%, mas com quedas notáveis em milho e algodão, as nuances do futuro exigem uma atenção meticulosa aos detalhes e às tendências. A pecuária, embora com projeções positivas, particularmente nos segmentos de frangos e suínos, requer um monitoramento contínuo para antecipar oscilações e oportunidades.

A interação entre tecnologia e agronegócio, um tema que explorei extensivamente, torna-se cada vez mais crucial. Com mais de 90% dos agricultores conectados, a revolução digital no campo é uma realidade. As empresas precisam dominar a arte de navegar nas complexidades do mundo digital para criar estratégias de comunicação eficazes e eticamente responsáveis. É imperativo respeitar a privacidade dos produtores rurais e estar em sintonia com as normativas da LGPD.

Em minha previsão inicial, fiz referência à capacidade do setor de manter sua força entre pequenos produtores e à agricultura familiar, e à necessidade de políticas públicas promissoras. O novo governo tem a responsabilidade de incentivar o cooperativismo e o seguro rural, mantendo o diálogo aberto com todos os envolvidos no setor agropecuário.

O agronegócio brasileiro é uma força resiliente que continua a surpreender positivamente. 2023 foi um ano excepcional, destacando a capacidade do setor de superar desafios e prosperar. Para 2024, enfrentamos novos desafios, mas a resiliência, inovação e investimentos no setor podem nos posicionar para enfrentar com confiança as incertezas que podem surgir.

Enquanto nos encontramos num momento de prosperidade relativa, a vigilância e a reflexão continuada são essenciais. Devemos questionar, analisar e planejar com meticulosidade e discernimento, preparando-nos para as instabilidades futuras e maximizando as oportunidades que surgem num cenário tão dinâmico e imprevisível como o do agronegócio brasileiro.

A solidez do agronegócio brasileiro é indiscutível, mas a evolução é um imperativo. As empresas e os produtores que não se adaptarem às nuances e complexidades da modernidade líquida correm o risco de perder terreno num setor tão promissor e vital para a economia nacional.

Diogo Luchiari Fructuoso, Sócio e Chief Marketing Officer da Macfor

Sobre o Diogo

Diogo Luchiari é Sócio e Chief Marketing Officer da Macfor, agência de marketing digital full service. Engenheiro agrônomo formado com distinção pela UNESP e pela Universidade de Minnesota (EUA), com MBA em Marketing pela FGV-SP. Possui pós-graduação em Data Science e Inteligência Artificial, certificado pela Changing Marketing Intelligence Education (Ibramerc).

Com uma vasta carreira em marketing, comandou departamentos de inteligência comercial, desenvolvimento de produtos, precificação, planejamento estratégico e comunicação corporativa. Inovando com startups em uma incubadora especializada em agronegócios, refinou ainda mais sua abordagem nos últimos anos. Agora, seu foco é em um marketing digital impulsionado por estatísticas avançadas e Data Science, moldando e liderando estratégias de impacto no setor, tornando sua empresa referência em marketing para o agronegócio.

Sobre a Macfor

Criada em 2016, a AdTech especializada em consultoria de growth hacking, Macfor é uma agência de marketing digital full service com squads dedicados a cada cliente para criar e executar planos estratégicos de comunicação. Formada por especialistas de diferentes áreas do digital, a empresa oferece consultoria estratégica para projetos sob medida por meio de quatro verticais de negócios: Consulting, Content, AdTech, Analytics. Dentro de cada vertical, a Macfor viabiliza execuções táticas e soluções que vão desde Marketing Digital de alta performance, Transformação Digital, Growth Hacking, UI & UX, Inbound Marketing, Business Inteligence até estratégias de SEO. Considerada a primeira consultoria de Matemarketing no Brasil, a Macfor utiliza tecnologia aliada à ciência de dados para alcançar os melhores resultados qualificados em tráfego, leads, relacionamento, vendas e conversões para grandes marcas como: Syngenta, Bunge, UOL, Farmadelivery e Movile.

Mais informações para imprensa:

MACFOR

Alice Paschoal – alice.paschoal@macfor.com.br

Últimas notícias

Família de lutadores de taekwondo salva mulher que sofria agressão sexual

Uma família que luta taekwondo ouviu os gritos e...

Tubarão Futsal recebe o Jaraguá pela Liga Nacional

O Jaraguá tem 21 pontos e ocupa a terceira...

Reunião com professores acaba sem proposta de reajuste

Estado sinalizou à categoria que tem intenção de fazer...

Homem é abordado pela PM em atitude suspeita no centro de Balneário Rincão

A Policia Militar atendeu uma ocorrência de averiguação de...

Faleceu aos 75 anos o Sr. Lauro de Lima

Faleceu ontem dia (20) ás 22:15 no hospital com...

Notícias Relacionadas