Compras internacionais: MP encerra isenção e Lula diz que vai vetar dispositivo

Fim da isenção até 50 dólares é desejo de varejistas brasileiros que não conseguem competir com sites internacionais que pagam apenas o ICMS

Um “jabuti”, dispositivo extra incluído pelo relator Medida Provisória (MP) 1205/2023, que estabeleceu o Programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover), que incentiva a produção de veículos sustentáveis, Átila Lira (PP/PI), encerra a isenção de impostos para compras internacionais de até US$ 50. E isso, tem sido ponto de atrito entre o presidente da Câmara, Arthur Lira e o Governo.

A Câmara aprovou o regime de urgência que para analisar o projeto que precisa ser votado pelo Congresso até 31 de maio para não perder a validade. Lira insiste em votar a MP com o “jabuti”. Já Lula, pensando no desgaste da sua imagem, diz que irá vetar o dispositivo caso a MP seja aprovada e vá para sua sanção.

André Felix Ricotta de Oliveira, doutor e mestre em Direto Tributário pela PUC/SP e membro da Comissão de Direito Tributário e Constitucional da OAB/SP – Pinheiros, lembra que essa é uma antiga demanda do varejo brasileiro que atingi diretamente plataformas de e-commerce, como o Shopee, Shein e AliExpress.

“O fim da isenção é desejo de varejistas brasileiros que não conseguem competir com os grandes vendedores internacionais. Dependendo de onde o site nacional estiver na cadeia produtiva, paga IPI, PIS, Cofins e ICMS. Já um produto isento na importação até 50 dólares, quando chega no Brasil, paga apenas o ICMS”, diz Oliveira.

Se a MP for sancionada pelo presidente com o dispositivo do fim da isenção, o programa Remessa Conforme, criado em 2023 pelo Ministério da Fazenda, que zerava o imposto dos sites internacionais cadastrados na Receita, fica revogado.

“A taxação, caso revogada a isenção, seria de 60% do imposto de importação sobre os produtos, além dos 17% já cobrados de ICMS”, diz o tributarista.

Com a aprovação de urgência, o projeto vai direto para o plenário, sem passar pelas comissões da Câmara. Oliveira lembra “que pelo regulamento que rege as aprovações no Congresso Nacional, não pode haver assuntos diferentes da matéria objeto da lei”.

 

Informações à imprensa

Sobre a M2 Comunicação Jurídica

A M2 Comunicação Jurídica é uma agência especializada nos segmentos econômico e do Direito. Contamos com diversas fontes que atuam em âmbito nacional e internacional, com ampla vivência nos mais diversos assuntos que afetam a economia, sociedade e as relações empresariais

Aline Moura – aline.moura@m2comunicacao.com.br

Alexandre Mello – alexandre.mello@m2comunicacao.com.br

Bruna Ferrão – bruna.ferrao@m2comunicacao.com.br

Elisângela Andrade – elisangela.andrade@m2comunicacao.com.br  (WhatsApp)

Jonas Aguilar – jonas.aguilar@m2comunicacao.com.br

Márcio Santos – marcio.santos@m2comunicacao.com.br

Natasha Guerrize – natasha.guerrize@m2comunicacao.com.br

Últimas notícias

Campanha busca fortalecer setor de exportação

A campanha tem dois eixo A ApexBrasil lançou uma campanha...

Inspeção por câmera com IA auxilia exportação

“Os dispositivos da Hikrobot fazem uma inspeção minuciosa" Os avanços...

Farol de Santa Marta terá tour guiado com acesso ao topo de 17 a 23 de junho

Dos dias 17 a 23 de junho, das 9h...

Prazo para alistamento acaba em 15 dias

empo de permanência na Marinha, Exército ou Aeronáutica é...

Drogas são apreendidas em barreira policial no Farol de Santa Marta

A ação foi realizada durante barreira policial montada na...

Notícias Relacionadas