Carnaval: nutricionistas dão dicas para evitar a ressaca e aproveitar a folia

Um dos maiores temores dos foliões durante o Carnaval é perder os dias de festa por conta do surgimento da ressaca.

Por isso, é importante saber quais são as causas do problema e saber como agir para evitá-la e curá-la.

Consultamos duas nutricionistas que explicam e dão dicas para lidar com a situação, confira:

Ao consumirmos bebida alcoólica, nosso fígado se prepara para metabolizar o etanol (transformá-lo em uma substância possível de ser eliminada), uma vez que o álcool em grande quantidade é tóxico ao nosso organismo.

Marina Gomes, nutricionista do Instituto Nutrindo Ideais (@nutrindoideais)/SP, com foco em emagrecimento, hipertrofia, performance e tratamento de doenças metabólicas, diz que esse processo de metabolização envolve a transformação do etanol em acetaldeído e depois em ácido acético. “Os sintomas da ressaca se dão pelo aumento da concentração desse acetaldeído, que também é tóxico e se deposita em diversos órgãos, prejudicando suas funções. Isso somado a desidratação (perda de água e também de sais minerais) causada pelo álcool piora os sintomas no dia seguinte”.

PRÉ BLOQUINHO

Antes do bloquinho começar, garanta que você está bem alimentado e hidratado!

Marina indica fazer uma refeição equilibrada com carboidratos e proteínas. Dessa forma, você torna a absorção do álcool mais lenta pelo intestino, permitindo ao fígado mais tempo para metabolizar a substância.

Laís Murta (@laismurta), nutricionista clínica mestra em Ciências da saúde – IEP Sírio-Libanês complementa que antes da folia a recomendação é optar por refeições mais leves, naturais, para que não haja quantidades exageradas de frituras, fast foods, carboidratos como arroz, feijão e macarrão. Ela assegura que ingerindo os alimentos certos, é possível se jogar nos blocos, trios, ou avenidas, com muita disposição.

Para dar energia e garantir resistência ao organismo, a nutricionista indica um suco de melancia e morango, natural, energético e super saudável:

Suco de Melancia e Morango:

Ingredientes:

¼ de fatia de melancia;

5 morangos (de preferência orgânicos);

100 ml de água de coco.

Modo de Preparo:

O modo de preparo é simples: bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

DURANTE O BLOQUINHO

Durante o evento, é importante intercalar o consumo de bebida alcoólica com água, água de coco ou até mesmo isotônicos. Sempre que possível (ou sempre que precisar usar o banheiro), lembre-se de beber algo não alcoólico.

Beber devagar e de forma moderada também facilita o trabalho do fígado.

Outra dica é evitar passar por longos períodos sem se alimentar. Faça paradas estratégicas para consumir boas fontes de carboidrato durante o evento.

PÓS BLOQUINHO

Depois de curtir quatro dias de folia, uma coisa é certa: a ressaca chega com tudo no dia seguinte e não perdoa ninguém. Resta a indisposição física e um desconforto que pode durar em média até três dias. Sendo assim, Laís sugere o consumo de carboidratos complexos, como grãos integrais (linhaça, chia e amaranto) e sucos e frutas desintoxicantes como abacaxi, hortelã e gengibre. Dessa forma, é possível ajudar na desintoxicação do corpo e principalmente, na eliminação das toxinas por diurese – substâncias que causam o inchaço.

Além disso, também indica suplementos a base de fosfatidilcolina, cardo mariano (silimarina), dente-de-leão, alcachofra, NAC, ácido lipóico, coenzima Q10 ajudam nos processos de detox do fígado.

Marina também comenta que o mais importante é caprichar na hidratação para repor água e também sais minerais (água de coco e isotônicos são ótimas opções).

“Priorizar alimentos leves, não industrializados e de digestão fácil, principalmente se houver desconforto abdominal. Consumir alimentos fontes de Zinco e Vitamina B3 parece acelerar a recuperação: proteínas magras, ovos, folhas e legumes, frutas, raízes e cereais são bem-vindos”, finaliza.

REFERÊNCIAS:

Swift & Davidson, 1998. Alcohol Hangover – Mechanisms and mediators. Alcohol Health Res World 22:54-60.

Stephens et al., 2008. A review of the literature on the cognitive effects of alcohol hangover. Alcohol Alcohol 43:163-170.

FONTES:

Marina Gomes, nutricionista do Instituto Nutrindo Ideais (@nutrindoideais)/SP, com foco em emagrecimento, hipertrofia, performance e tratamento de doenças metabólicas.

Laís Murta (@laismurta), nutricionista clínica mestra em Ciências da saúde – IEP Sírio-Libanês.

Pós-Graduada em Fisiologia do Exercício (UNIFESP/ EPM) e em Nutrição Clínica Funcional (VP Consultoria); Membro da International Society of Nutritional Psychiatry Research (ISNPR).

Contatos da assessoria

Tel: +55 21 98176-6579

Email: conceptallure@gmail.com

Últimas notícias

Violência contra a mulher: denúncias ao Ligue 180 crescem 25% em 2023

A Central de Atendimento à Mulher, o Ligue 180,...

Vereadores de Orleans se reuniram nesta segunda dia 26 para tratar de vários assuntos

Os vereadores de Orleans se reuniram nesta segunda-feira dia...

Gaeco deflagra Operação Publicanos em combate à sonegação fiscal e lavagem de dinheiro

Na manhã de segunda-feira, 26/2, o Grupo de Atuação...

Polícia Militar desarticula laboratório de drogas sintéticas em Florianópolis

Na noite de domingo, 25, a Polícia Militar de...

Notícias Relacionadas